BLOG

Tampa de válvulas vazando óleo: veja como eliminar o problema definitivamente!

Tampa de válvulas vazando óleo: veja como eliminar o problema definitivamente!

Materiais

A cortiça foi o primeiro material usado para fazer juntas de tampa de válvulas. Os carros antigos que são restaurados para preservar a originalidade, utilizam este material ou também borracha. Uma das características da cortiça é absorver o óleo e com o tempo, acaba ressecando e provocando vazamentos. Há também juntas de material composto de metal e cortiça.

 

Outro material são juntas feitas em borracha e são utilizadas na maioria dos veículos. O material é resistente e pode ser reutilizado se estiver em bom estado, diferente da cortiça. Da mesma forma, a borracha também pode ser utilizada em juntas compostas com fibra e metal, dependendo da necessidade e especificação do fabricante.

Motores como o EA111 utilizam cola anaeróbia no lugar da junta, que possui a propriedade de se desmanchar quando está em contato com o ar. No caso da aplicação de silicone, alguns reparadores relatam problemas de pedaços dentro das galerias, pois diferente da cola adesiva anaeróbia, o silicone se solidifica e as sobras que ficam na parte interna acabam circulando no motor.

Confira sempre o manual de reparação para utilização de juntas, cola ou de silicone, além de seguir a recomendação do fabricante da junta ou de outros materiais para que seja feita a vedação.
Sintomas de problemas com a junta da tampa de válvulas
Cheiro de óleo queimado
Nem precisa abrir o capô para perceber problemas na junta da tampa de válvulas, se você sente cheiro de óleo queimado após o carro estar quente, isso é um indício. O excesso de óleo que escorre pelas laterais do cabeçote, fatalmente entrará no alojamento das velas ou também escorrerá até o coletor de escapamento e escape.

Tampa de válvulas suja ou vazando

Na hora da troca de óleo, faça sempre a verificação do estado geral da tampa de válvulas. Se estiver muito suja, com fuligem impregnada, é indício de vazamentos. O óleo que escorre pela junta acaba fixando poeira e detritos na tampa, dando o aspecto escuro.

Nível de óleo baixo


Nem sempre o nível de óleo baixa por problemas em anéis e retentores de válvulas. Vazamento na tampa de válvulas é um dos problemas mais comuns e pode ser diagnosticado a partir dos problemas citados acima.

Funcionamento irregular


Além do cheiro de queimado, o óleo que entra em contato com as velas por conta do vazamento na junta da tampa de válvulas, provoca a carbonização das velas, pois durante a ignição, se a vela estiver impregnada de óleo, ele formará uma borra em torno da ponta do eletrodo, impedindo a queima de combustível da forma correta.

 

Quais passos seguir

Primeiro retire a tampa de válvulas do lugar, vire a tampa e faça uma inspeção visual.

Procure por trincas nas tampas de plástico ou deformações devido a aquecimento.

Se na inspeção descobrir alguma trinca ou ponto quebrado deve-se providenciar a substituição.

Da mesma forma, faça uma inspeção visual no cabeçote.

Na superfície do cabeçote onde fica a junta da tampa, verifique se há riscos profundos que podem trazer vazamentos.

Realize a limpeza correta da tampa.

Preste atenção na canaleta onde é colocada a junta, sempre realize a limpeza perfeita da canaleta.

Com um pano e espátula, faça a limpeza da superfície do cabeçote, não utilize lixas, faça a limpeza com uma espátula envolvida com um pano.

Troque sempre os vedadores internos que protegem as velas de serem contaminadas.

Com a junta já aplicada à tampa, coloque a junta sobre o motor e tenha cuidado na aplicação.

Na hora de apertar os parafusos, inicie com os parafusos da parte do centro da tampa em direção às pontas.

Compartilhar:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Veja Também